Abuso das Tecnologias no Trabalho

Abuso das Tecnologias no Trabalho

Autor: Ana Filipa Botelho, Andreia Pereira, Catarina Lopes, Joana Miranda, Mónica Pentoi, Sofia Pimente (Universidade Europeia – Laureate International Universities, Lisboa, Portugal), Paulo Henriques dos Marques (UNIDEMI – Faculdade de Ciências e Tecnologia, Universidade Nova de Lisboa)

Tecnologia em constante evolução está presente em muitos contextos de trabalho. Para avançar na compreensão deste fenómeno, recolheram-se dados sobre a utilização e as consequentes vantagens e desvantagens do uso excessivo das tecnologias em contexto de trabalho. Verifica-se que os trabalhadores que utilizam excessiva-mente a tecnologia no trabalho podem causar danos à Organização, por perda de produtividade e de informações confidenciais, danos ao equipamento e exposição à responsabilidade civil e criminal, entre outros. Já para a saúde individual, o abuso da tecnologia também é prejudicial – p.e., a dependência dos jogos eletrónicos acaba de ser reconhecida como uma doença do foro psiquiátrico. Discutem-se for-mas de cada Organização prevenir o abuso das tecnologias no trabalho e formulam-se propostas para: consciencializar das vantagens das tecnologias e das desvantagens do seu abuso; ponderar recursos e acessos tecnológicos disponibilizados aos colaboradores; promover um uso consciente e parcimonioso das tecnologias, inclusivamente com restrições assumidas para prevenção.

 

Para continuar a ler, faça já a sua assinatura.

Assinatura Revista “segurança”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *