Veículos Autónomos – O futuro da Mobilidade

Autor: Gen. Alfredo Cruz (Força Aérea Portuguesa) A história mostra-nos que os grandes desenvolvimentos civilizacionais sempre estiveram ligados aos avanços tecnológicos. A caminhada do automóvel, desde o primeiro veículo movido a vapor, inventado em França em 1769, até aos nossos dias, seguiu de muito perto o percurso das diversas revoluções tecnológicas a partir do século XIX. O automóvel como o avião foram invenções da Revolução Industrial, invenções que de forma revolucionária mudaram radicalmente a mobilidade no século XX. A invenção da roda mudou radicalmente a mobilidade das gentes e dos materiais, foi talvez um dos maiores avanços civilizacionais. Sem a invenção da roda certamente não haveria veículos automóveis nos nossos dias. A mais velha roda de madeira descoberta data de 3200 AC e foi encontrada em Ljubljana na Eslovénia. Foi talvez pela mesma altura que começou a ser utilizada nas carroças para transporte de pessoas e bens. Com a finalidade de aumentar a velocidade de deslocamento e a manobrabilidade os egípcios inventaram, por volta de 2000 AC, a roda raiada. Cerca de um milénio mais tarde os Celtas começaram a guarnecer as rodas das suas carroças com aros de ferro para uma maior solidez. Todavia, a roda manteve-se quase inalterada até ao século XIX, quando o Escocês Robert William Thompson inventou o pneu de borracha, invento esse que mais tarde iria ser utilizado em larga escala nos auto-móveis, nos motociclos e nas bicicletas. Para continuar a ler, faça já a sua assinatura.

Assinatura Revista “segurança”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *